Língua Portuguesa

  • Linguagem visual e Educação: rediscutindo as representações fotográficas

    Linguagem visual e Educação: rediscutindo as representações fotográficas

    As representações fotográficas podem ser objeto de estudo nas disciplinas de Língua Portuguesa e Literatura ao provocar o desenvolvimento da linguagem visual dos alunos e contando com as facilidades que as tecnologias oferecem, gerando inúmeras possibilidades de trabalhos na escola.

  • Precisamos de livros de literatura: relato de experiência na biblioteca de uma escola técnica

    Precisamos de livros de literatura: relato de experiência na biblioteca de uma escola técnica

    Uma experiência realizada em biblioteca escolar mostra que é possível desenvolver projetos de incentivo à leitura e à cultura com o apoio da comunidade, mostrando que a valorização da cultura nos currículos escolares pode ser apropriada nos trabalhos feitos nos diferentes setores das instituições, não apenas na sala de aula.

  • Intertextualidade  e paródia no mito de Odisseu e Penélope

    Intertextualidade e paródia no mito de Odisseu e Penélope

    Em seu livro The Penelopiad, Margaret Atwood apropria-se do mito de Penélope e Odisseu e o reinventa, questionando a teoria do culto da deusa proposta pelo antropólogo Robert Graves; quem narra a história é Penélope.

  • O ensino de literatura e o uso de recursos tecnológicos no Ensino Médio

    O ensino de literatura e o uso de recursos tecnológicos no Ensino Médio

    De que forma o uso de tecnologias de informação e comunicação pode contribuir para o ensino de Literatura? Por meio de pesquisa bibliográfica, são discutidos aspectos das tecnologias aplicadas à educação, o papel da Literatura no Ensino Médio e formas de utilização da tecnologia nas aulas, com sugestões de processos e ferramentas.

  • A importância da Literatura Visual no processo de  ensino-aprendizagem do(a) aluno(a) surdo(a)

    A importância da Literatura Visual no processo de ensino-aprendizagem do(a) aluno(a) surdo(a)

    A Literatura Visual, em que predominam imagens estáticas ou dinâmicas, é de grande valia para a formação dos Surdos. A legislação prevê a inclusão dessas crianças e jovens com a oferta de educação bilíngue, em Libras e na modalidade escrita da língua portuguesa. Alguns escritores surdos já vêm se destacando.

  • Contação de histórias como prática pedagógica na formação de leitores/escritores na metodologia sociointeracionista

    Contação de histórias como prática pedagógica na formação de leitores/escritores na metodologia sociointeracionista

    Uma investigação realizada em uma escola particular em Seropédica-RJ traz resultados sobre a prática pedagógica sociointeracionista, a fim de verificar a ação pedagógica dos professores e os resultados obtidos com a contação de histórias. Notou-se que as narrativas trabalhadas na escola nesse período tornaram-se efetivas para facilitar situações desafiadoras, como aguçadoras de curiosidades, construtoras de pensamento crítico, estimuladoras de leitores e fortalecedoras de vínculos sociais, educativos e afetivos.