Prosa e poesia

  • A  cidade como espaço educativo: crônica de uma experiência

    A cidade como espaço educativo: crônica de uma experiência

    Temos muito a aprender com visitas a pontos de uma cidade. O museu carrega uma memória, educa, pela possibilidade de relacionar o passado a uma estrutura que perdura até os nossos dias. Cada artefato ensina sobre um mundo possível, sobre práticas e vivências, por isso é fundamental visualizar a cidade de outra forma, andando pelas ruas, frequentando museus, ocupando os espaços e estranhando o cotidiano.

  • Como matar um químico

    Como matar um químico

    Por não ser uma ciência facilmente compreendida, vista um pouco como feitiçaria, outro pouco como coisa de pretensiosos, está nascendo um movimento forte na sociedade: a quimiofobia, que envolve o medo aos químicos profissionais e ao uso demasiado de produtos químicos.

  • As aventuras de um  químico desempregado

    As aventuras de um químico desempregado

    Como deve se comportar um químico desempregado que resolve enfrentar as atividades físicas de uma academia? Junto com isso, Esteban Moreno conta também como foi fabricar o xampu preferido da sua amada e limpar quimicamente as joias dela conforme encomendado.

  • Sonho de professor

    Sonho de professor

    Uma aula inesperada na beira da praia, para um grupo surpreendente, aborda um assunto cotidiano e deságua na expectativa do encontro seguinte, no mesmo local.

  • Resenha do livro Amor que educa

    Resenha do livro Amor que educa

    Este é um livro que traz, em seus artigos, diversas experiências vinculadas à Psicomotricidade Relacional, especialmente em comunidades carentes, mostrando também o papel da afetividade do educador físico.

  • Fala demais por não ter nada a dizer

    Fala demais por não ter nada a dizer

    Uma das características marcantes dos últimos tempos é a velocidade na comunicação – pessoalmente ou por recursos como o WhatsApp. E o professor precisa estar preparado para isso, ao mesmo tempo que trabalha com textos mais longos e reflexivos.