Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Avaliação; Educação a Distância; Educação Especial e Inclusiva; Educação Infantil; Formação de Professores; História da Educação; Instituição Escola; Vivências de Sala de Aula
Limpar filtros
Africanidade: contemporaneidade, cultura e educação
Antropologia, Comunicação, Filosofia, História, Sociologia, História da Educação, Cidadania e Comportamento e Política Cultural

O presente artigo traz pesquisa bibliográfica sobre o estudo da história e da cultura africana, destacando sua importância para que todo brasileiro tome conhecimento das contribuições que os africanos que aqui chegaram sob a condição de escravos deram para a cultura e para a produção das riquezas deste país. Foram os africanos, com os indígenas, que desbravaram matas, construíram estradas, ergueram cidades e portos e atravessaram rios na marcha para o interior. Apesar de escravos, foram atores culturais importantes e influenciaram profundamente as formas de viver e de sentir das populações com que interagiram no novo mundo.

O professor e a competência informacional: um olhar sobre os alunos do Pibid do Instituto Federal de Educação Tecnológica de Rondônia
Formação de Professores

Esta pesquisa foi realizada com 86 alunos dos cursos de licenciaturas ofertados pelo IFRO. Nosso objetivo é apresentar conceitos de oralidade, letramento, letramento informacional e competência em informação. Discutimos a importância da competência informacional do professor e a sua relação com a construção de saberes dos discentes, no que tange ao uso ético e reflexivo da informação, pois, ambos estão inseridos na sociedade do conhecimento. Constatou-se que os futuros docentes têm como fontes de informação quase exclusivamente o livro didático e a internet.

O ensino religioso nas escolas públicas: debate sobre a inclusão das minorias e a representatividade de suas identidades
Antropologia, Filosofia, História, Psicologia, Sociologia, Teologia, Educação Infantil, Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

Este estudo pretende abordar a reflexão acerca da disciplina Ensino Religioso nas escolas públicas e sua contribuição para a formação dos alunos, além dos recentes debates acadêmicos que giram em torno da disciplina e suas relações com os diversos campos de conhecimento. É importante analisar a construção e desconstrução da intolerância religiosa no âmbito escolar, incluindo a representatividade das minorias para que elas se identifiquem com a escola; compreendendo a importância dos diálogos interconfessionais.

A docilização do corpo na Educação Infantil
Educação Infantil

O presente artigo tem como objetivo principal discutir o domínio exercido sobre as crianças na Educação Infantil. Ele é dividido em duas partes: a primeira tem como enfoque demonstrar o que é a docilização do corpo da criança, como ela acontece na Educação Infantil e mostrar como as práticas podem influenciar diretamente no desenvolvimento das crianças. A segunda parte tem como intuito demonstrar um caminho diferente, um currículo e práticas verdadeiramente pensados visando o desenvolvimento das crianças, uma pedagogia libertadora e adequada, se olhada pela perspectiva do Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil.

Capoeira e educação libertária para formação de sujeitos autônomos – as práticas de ensino nas rodas de rua do Rio de Janeiro
Antropologia, Sociologia e Educação Infantil

Apesar de ter sido perseguida por sua origem, a Capoeira passou a ser valorizada nos governos Vargas, sendo consumida até pelo turismo, com uma estética baseada em acrobacias, mas reduzindo seu caráter transgressor. Ao contribuir para desenvolver a autonomia das pessoas, a Capoeira tem muito a ver com Educação, pois pode ser aplicada nos ambientes formais e informais.

Inclusão de alunos com síndrome de Noonan e demais síndromes: professores preparados?
Educação Especial e Inclusiva

Vivencia-se um momento importante para a Educação Inclusiva, reafirmado o direito a ter educação igualitária; esse direito se encontra assegurado na legislação. Entretanto, é necessário que a comunidade escolar se adéque às necessidades e individualidades do aluno. Este artigo visa discutir a inclusão escolar de um aluno com síndrome de Noonan nos anos finais do Ensino Fundamental. Foi realizada uma pesquisa, por questionário, com 21 professores de da rede estadual de ensino do Paraná. Os resultados apontam avanços na prática cotidiana da inclusão, mas ainda constatam-se dificuldades em desenvolver um trabalho igualitário.

Todos contra a dengue: um jogo interativo produzido em PowerPoint
Formação de Professores

Não é preciso reafirmar que as atividades lúdicas atraem os estudantes e facilitam o aprendizado de determinados conteúdos. Ao mesmo tempo, é sabida a importância do envolvimento da população nas ações voltadas para o combate ao mosquito transmissor da dengue e de outras doenças. Um jogo criado de maneira razoavelmente simples pode ajudar na preparação de estudantes para disseminar informações para a comunidade e contribuir para reduzir a incidência da dengue.

Jogo didático para o ensino de Física no contexto da deficiência intelectual
Física e Educação Especial e Inclusiva

É importante que a escola colabore com o desenvolvimento de alunos com deficiência e ofereça uma educação de qualidade. A utilização de recursos didáticos que atendam às suas especificidades é fundamental e o professor pode colaborar bastante. Neste trabalho apresentamos o jogo Passeio Elétrico, que foi utilizado por aluna com laudo de deficiência intelectual no 3o ano do Ensino Médio. É um jogo de tabuleiro no qual são trabalhadas habilidades e competências do ensino de Física selecionadas a partir do conhecimento do comprometimento intelectual da aluna. O recurso foi utilizado na sala de atendimento especializado; obtivemos dados preliminares em relação à contribuição para seu aprendizado. Os resultados demonstram que ela obteve bom desenvolvimento e foi motivada pelo recurso didático, considerado inclusivo.

As políticas públicas de educação de jovens e adultos do Brasil Colônia à LDB nº 9.394/96
Comunicação, História, Sociologia, História da Educação e Política Educacional

O presente trabalho é fruto de uma pesquisa bibliográfica sobre as políticas públicas para a Educação de Jovens e adultos que vêm sendo implementadas ao longo do tempo, desde o Brasil Colônia até o advento da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996. A pesquisa foi feita em livros, artigos e na legislação pertinente ao assunto em questão; ali se percebe que a Educação de Jovens e Adultos no Brasil tem sido relegada a segundo plano quando se trata de políticas públicas de erradicação do analfabetismo e como direito subjetivo que é garantido pela Constituição, de a população aprender com qualidade e formar cidadãos preparados para resolver os problemas do seu contexto e continuar aprendendo para toda a vida.

Caminhos do Saber: uma experiência didático-pedagógica
Ecologia e Meio Ambiente, Geografia, História, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Cidadania e Comportamento, Educação Artística, Fotografia, Língua Portuguesa e Literatura, Espaços Urbanos, Política Cultural e Política Educacional

Um grupo de professores da Paraíba, membros de uma ONG, vem fazendo passeios voltados para desenvolver suas culturas de modo que estejam sempre atentos para compreender mais e melhor a sua região, a sua história; com isso, esses professores poderão ensinar mais e melhor.