Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Artes Plásticas; Cidadania e Comportamento; Cinema, Teatro e TV; Dança; Educação Artística; Educação Física; Folclore e Datas Importantes; Fotografia; Língua Portuguesa e Literatura; Música; Outras Mais Específicas
Limpar filtros
Como matar um químico
Outras Mais Específicas

Por não ser uma ciência facilmente compreendida, vista um pouco como feitiçaria, outro pouco como coisa de pretensiosos, está nascendo um movimento forte na sociedade: a quimiofobia, que envolve o medo aos químicos profissionais e ao uso demasiado de produtos químicos.

Classificações do livro ágrafo e a sua leitura: o livro infantil
Educação Artística

A simultaneidade entre ambientes materiais e ambientes virtuais tem sua equivalência às dimensões tangíveis (estéticas) e intangíveis do livro ágrafo. É possível fazer uma classificação taxonômica desse tipo de livro, tomando características como conjunto de sinais capazes de indicar categorias. Estabelece-se uma reflexão acerca da leitura de códigos visuais em quatro etapas que correspondem às quatro dimensões do espaço-tempo: linha (desenho); plano (página); objeto (livro); e tempo (narrativa).

O material pedagógico de Língua Portuguesa da rede pública municipal do Rio de Janeiro e a Lei nº 10.639/03
Formação de Professores e Cidadania e Comportamento

Uma análise do Caderno Pedagógico elaborado pela Secretaria de Educação da Prefeitura do Rio de Janeiro comenta os gêneros textuais utilizados, os exercícios apresentados e sua interdisciplinaridade – que vai além de aspectos da Língua Portuguesa, caracterizando uma publicação diferente dos livros didáticos.

Letramento em aulas de Inglês: exemplo de uma sequência pedagógica
Formação de Professores e Cidadania e Comportamento

As transformações da sociedade provocam as mudanças no ensino de Língua Inglesa nas escolas públicas. Um contexto de tecnologias e novas demandas dos alunos exigem adaptações, de modo que a leitura e a escrita em qualquer idioma devem ir além da codificação e decodificação de palavras. As atividades de pré-leitura e pós-leitura dos textos apresentados devem incentivar o aluno a descobrir o significado das palavras desconhecidas e analisar criticamente os temas abordados.

O artista e a modelo: representações e transfigurações da natureza
Cinema, Teatro e TV e Outras Mais Específicas

O artista e a modelo” é um filme que fala do processo de criação da arte e da vida, a importância da natureza na elaboração de uma obra, e as duas personas descobrem que, para se chegar ao conceito desejado, é preciso ultrapassar o ver. Torna-se quase uma outra visão do Gênesis

O treinamento personalizado em Educação Física no Núcleo de Apoio à Saúde da Família no serviço público de São Gonçalo
Educação Física

Os pacientes e os alunos, com sua continuidade nas atividades de Educação Física, dão exemplo de perseverança, pois têm o objetivo de melhorar a cada dia. O educador físico aprende com eles que o crescimento vem no cotidiano de seu trabalho, nas relações pessoais, no contato com culturas e âmbitos sociais diferentes.

As artes cênicas nas brincadeiras populares cantadas pelo Mestre Tadeu
Educação Artística

Nosso rico folclore é dotado das mais variadas manifestações; as brincadeiras populares são exemplos de musicalidade, representação cênica, jogo cooperativo e trabalho em equipe. No universo escolar, os aspectos relacionados ao folclore são apresentados como possibilidade de ações práticas que estimulam a manifestação das mais variadas áreas de nossa cultura popular.

As aventuras de um químico desempregado
Outras Mais Específicas

Como deve se comportar um químico desempregado que resolve enfrentar as atividades físicas de uma academia? Junto com isso, Esteban Moreno conta também como foi fabricar o xampu preferido da sua amada e limpar quimicamente as joias dela conforme encomendado.

A ilusão referencial em São Bernardo: um recurso do autor ficcional
Língua Portuguesa e Literatura

O personagem Paulo Honório, narrador de São Bernardo, obra-prima de Graciliano Ramos, provoca o questionamento: será ele imparcial, como pretende? Certamente não, pois a narrativa em primeira pessoa é uma marca dessa não isenção quanto aos relatos. É Paulo Honório que lê sua história e a critica.