Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Artes Plásticas; Cidadania e Comportamento; Cinema, Teatro e TV; Dança; Educação Artística; Educação Física; Folclore e Datas Importantes; Fotografia; Língua Portuguesa e Literatura; Música; Outras Mais Específicas
Limpar filtros
A produção do conhecimento na construção do saber sociocultural e científico
Formação de Professores e Cidadania e Comportamento

A academia é o centro de produção do saber, e conta com dois eventos de estruturação cultural: a escrita e o papel, pela possibilidade de registro e acúmulo do conhecimento, facilitando a perpetuação, o arquivamento e o acesso a ele. O conhecimento científico nasceu da sistematização.

A cidade como espaço educativo: crônica de uma experiência
Outras Mais Específicas

Temos muito a aprender com visitas a pontos de uma cidade. O museu carrega uma memória, educa, pela possibilidade de relacionar o passado a uma estrutura que perdura até os nossos dias. Cada artefato ensina sobre um mundo possível, sobre práticas e vivências, por isso é fundamental visualizar a cidade de outra forma, andando pelas ruas, frequentando museus, ocupando os espaços e estranhando o cotidiano.

Práticas educacionais voltadas ao ensino de Língua Portuguesa na Educação Básica
Língua Portuguesa e Literatura

O exame de livros didáticos mostra que abordagem dada a poemas não contribui para a aprendizagem da língua materna; além disso, não colaboram para a formação de alunos que percebam as sutilezas das construções literárias, pela pouca quantidade de obras apresentadas e pelas atividades propostas para análise dessas obras.

Classificações do livro ágrafo e a sua leitura
Educação Artística

A simultaneidade entre ambientes materiais e ambientes virtuais tem sua equivalência às dimensões tangíveis (estéticas) e intangíveis (históricas, semióticas, teleológicas) do livro ágrafo. É possível fazer uma classificação taxonômica desse tipo de livro tomando características como conjunto de sinais capazes de indicar categorias, como livros de imagem e livros de artista, suas relações, classificações e subcategorias relacionadas ao processo criativo.

Cultura e diversidade cultural no processo formativo educacional
Cidadania e Comportamento

Há muito a ser discutido e trabalhado para que a diversidade cultural se torne o caminho do desenvolvimento educativo em nosso país. A escola se confronta com seu maior obstáculo, que é a diversidade de sua estrutura docente e discente. A escola é um espaço sociocultural; deve ser um espaço de formar sociabilidades, de encontros e desencontros

Educação, cidadania e formação do sujeito social: um resgate dos PCN
Educação Artística

A sociedade necessita uma mudança de percepção e de formação do ser humano, para que rompa estes grilhões materialistas e individualistas precisam ser estruturados pelo sistema de ensino.

Classificações do livro ágrafo e a sua leitura: o livro de artista
Educação Artística

A simultaneidade entre ambientes materiais e ambientes virtuais equivale às dimensões tangíveis (estéticas) e intangíveis (históricas, semióticas, teleológicas) do livro ágrafo. Este artigo propõe uma classificação taxonômica desse tipo de livro, tomando características como conjunto de sinais capazes de indicar categorias. O trabalho parte da análise de dois tipos de livro ágrafo: livros de imagem e livros de artista, suas relações, classificações e subcategorias relacionadas ao processo criativo.

Como matar um químico
Outras Mais Específicas

Por não ser uma ciência facilmente compreendida, vista um pouco como feitiçaria, outro pouco como coisa de pretensiosos, está nascendo um movimento forte na sociedade: a quimiofobia, que envolve o medo aos químicos profissionais e ao uso demasiado de produtos químicos.

Classificações do livro ágrafo e a sua leitura: o livro infantil
Educação Artística

A simultaneidade entre ambientes materiais e ambientes virtuais tem sua equivalência às dimensões tangíveis (estéticas) e intangíveis do livro ágrafo. É possível fazer uma classificação taxonômica desse tipo de livro, tomando características como conjunto de sinais capazes de indicar categorias. Estabelece-se uma reflexão acerca da leitura de códigos visuais em quatro etapas que correspondem às quatro dimensões do espaço-tempo: linha (desenho); plano (página); objeto (livro); e tempo (narrativa).