Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Agronomia; Astronomia; Biologia e Biociências; Computação e Tecnologias; Física; Geologia; Matemática; Química
Limpar filtros
Abordagem da temática ambiental no 1º ciclo do Ensino Fundamental: propostas didáticas e reflexões
Ecologia e Meio Ambiente, Biologia e Biociências, Química e Vivências de Sala de Aula

As ações do ser humano afetam a natureza e a qualidade de vida no nosso planeta. Por isso, as atividades relacionadas à Educação Ambiental dizem respeito a todos os níveis de educação. Este trabalho apresenta atividades pensadas por alunos de uma escola normal para que fossem utilizadas no primeiro segmento do Ensino Fundamental.

Produção de vídeos em aulas de Biologia por alunos do Ensino Médio
Biologia e Biociências, Vivências de Sala de Aula e Cinema, Teatro e TV

Neste trabalho, analisa-se uma proposta pedagógica que envolveu a produção de vídeos por alunos como estratégia para facilitar o aprendizado da temática proposta em aulas de Biologia do Ensino Médio e a recepção desses vídeos por estudantes espectadores. São quatro vídeos e as respostas dadas a um questionário pelos estudantes produtores e espectadores sobre os vídeos exibidos e sobre o aprendizado decorrente da atividade proposta. Os alunos tiveram seu aprendizado favorecido em relação ao conteúdo proposto e puderam explicitar sua criatividade por meio dos vídeos produzidos.

Modelo Stem Education como metodologia potencializadora no ensino de Química
Biologia e Biociências, Matemática, Química e Vivências de Sala de Aula

Diversas escolas públicas carecem de laboratório bem equipado, de professores qualificados para seu uso e alunos interessados para produzir ciência. Artigos sobre experiências de professores mostram que, quando os alunos são estimulados a aprender, percebem significado naquilo que estão aprendendo ou fazem parte da produção daquilo que trará mais conhecimento, dedicam-se a solucionar problemas, responder questões e finalizar seus projetos.

Multiletramentos e multimodalidade: o grafite como recurso pedagógico
Computação e Tecnologias, Vivências de Sala de Aula, Cidadania e Comportamento, Educação Artística, Fotografia, Outras Mais Específicas, Espaços Urbanos e Política Cultural

Uma proposta de atividade realizada em Campos dos Goytacazes/RJ envolvendo Língua Espanhola e Artes abordou o multiletramento ao buscar o estudo de grafites, por ser uma expressão artística comum em lugares públicos e privados da cidade.

O funcionamento dos ecossistemas: a natureza é macunaímica
Ecologia e Meio Ambiente, Biologia e Biociências, Filosofia e Língua Portuguesa e Literatura

A ciência não é neutra; as interferências religiosas, ideológicas e culturais estão presentes na formulação de qualquer proposta de conhecimento. Ao comparar os mundos de Macunaíma e de Alice, é possível perceber a diferença: enquanto a obra de Carroll cita 37 espécies de seres vivos (excetuando os humanos), a de Mário de Andrade relaciona 371, dez vezes mais! E, ao contrário dos personagens de Alice, a natureza se aproxima mais do modelo macunaímico, de viver e se desenvolver com pouco esforço.

Utilização do Baralho das Ligações Químicas no processo de assimilação do conteúdo de ligações iônicas e covalentes
Química

Esta pesquisa, com ênfase qualitativa, visa analisar as contribuições do jogo Baralho das Ligações Químicas: Iônica e Covalente como ferramenta pedagógica no processo de assimilação do conteúdo das ligações químicas. Para a aplicação da proposta foi elaborada uma sequência didática ancorada na Teoria da Aprendizagem Significativa, de Ausubel, no processo de assimilação. Os resultados evidenciaram que o emprego do jogo tornou-se uma alternativa eficaz para despertar nos estudantes o interesse e motivação.

Grupo de estudo para Olimpíadas de Matemática: desenvolvendo habilidades cognitivas de quem gosta de Matemática
Matemática e Vivências de Sala de Aula

Todos os anos acontecem diversas Olimpíadas de Matemática no Brasil, com objetivos comuns: identificar jovens talentos, incentivar o estudo da Matemática e contribuir para a educação de qualidade. O IFSC – Câmpus Xanxerê oferece aos estudantes o Grupo de Estudo para Olimpíadas de Matemática, que procura aprofundar os conceitos matemáticos e levar à resolução de problemas presentes nas Olimpíadas.

O ambiente competitivo e a construção do conhecimento de frações no sexto ano
Matemática e Vivências de Sala de Aula

O objetivo deste trabalho é analisar a influência do ambiente competitivo na construção do conhecimento de um grupo de discentes do sexto ano do Ensino Fundamental no conteúdo de frações. A execução do estudo ocorreu em duas turmas de uma escola atendidas pelo mesmo professor. Em uma, o conteúdo foi apresentado da forma tradicional do docente; na outra, criou-se um ambiente competitivo. Após efetuadas a tabulação e a análise, constatou-se que na turma em que o conteúdo foi trabalhado de forma não competitiva a aprendizagem foi superior.

Ideia intuitiva de limite usando o círculo e a circunferência
Matemática e Vivências de Sala de Aula

Este trabalho apresenta um relato de experiência na disciplina Análise, do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática da UFRJ. Tal atividade consistiu em elaborar e aplicar uma aula que trate de algum conteúdo matemático cujas ideias advenham da Análise, de maneira problematizada. Abordamos a noção intuitiva de limite através da área do círculo em uma turma do segundo ano do Ensino Médio de um colégio estadual no subúrbio do Rio de Janeiro. A abordagem de maneira problematizada permitiu discutir ideias e ouvir os educandos, construindo uma prática não convencional com uso de vídeos e material concreto.

Uma experiência no processo de ensino-aprendizagem de Física na Educação de Jovens e Adultos
Física e Vivências de Sala de Aula

Este trabalho, desenvolvido na Escola Estadual Leônidas Monte, em Abaetetuba/PA, relata as experiências adquiridas durante atuação como bolsista do PIBID/Capes, como aluna do Curso de Licenciatura Plena em Física/Parfor promovido pelo IFPA. Enfatizo aspectos que justificam a necessidade de tornar o processo de ensino-aprendizagem de conceitos e fenômenos físicos mais prazerosos e significativos para os alunos da EJA.